O que é o Tratado de Schengen?

 Tratado de Schengen, também conhecido como Acordo ou Espaço de Schengen, foi assinado em 1985 e estabelece regras específicas aos turistas que pretendem visitar alguns países do continente Europeu. O objetivo do acordo é liberar as fronteiras dos países signatários para o livre trânsito de pessoas. Sendo assim, você não precisará mostrar o passaparte e passar pelo processo de afândega ao cruzar a fronteira dos países membros.

Atualmente, são 25 países participantes:

  • Alemanha,                      
  • Áustria
  • Bélgica
  • Dinamarca
  • Eslováquia
  • Eslovênia
  • Espanha 
  • Estônia
  • Finlândia
  • França
  • Grécia
  • Holanda
  • Hungria
  • Islândia
  • Itália
  • Letônia
  • Lituânia
  • Luxemburgo
  • Malta
  • Noruega
  • Polônia
  • Portugal
  • República Tcheca
  • Suécia
  • Suíça.
  • Quatro novos integrantes permanecem em fase de implementação: Liechtenstein, Bulgária, Romênia e Chipre.

Umas das principais determinações do acordo é a obrigatoriedade da contratação de uma Assistência Seguro Viagem que contenha cobertura mínima de € 30.000 para garantir a execução do auxílio médico em caso de doença ou acidente, valor estipulado por atender todos os países pertencentes ao tratado. Atendendo ao Tratado de Schengen todos os planos Europa e o plano Diamante Mundial possuem cobertura a partir de EUR 30mil permitindo ao viajante ingressar tranquilamente por toda a Europa!

 

Países que não pertecem ao Espaço Schengen e o seguro viagem é obrigatório:

Os países Cuba e Venezuela também exigem seguro de viagem com cobertura para despesas médicas: para a Venezuela o plano deve ter a cobertura mínima de US$40.000. Cuba não exige um valor, mas recomenda-se uma cobertura mínima de US$ 10.000, pois o peso cubano cambiável (CUC), moeda destinada ao turismo,  tem seu seu valor alinhado ao do dólar.

A partir de maio de 2018 o seguro viagem com cobertura para despesas médicas sem valor definido também será exigido no Equador.